Bowie

David Bowie ensinou gerações a se sentirem confortáveis na própria pele, seja essa qual fosse. Livre das amarras e esteriótipos de gênero, sexo, tempo, e muito menos convenções sociais. Faço meu tributo sugerindo que assitam a três filmes: As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being an Wallflower, 2012), para pensarem sobre a aceitação, o perdão, o se sentir confortável na própria pele, o amor doce, a violência doce de cada dia, o amor amargo de cada um. A Vida Secreta de Walter Mitty (The Secret Life of Walter Mitty, 2013), também sobre uma jornada em busca do auto-conhecimento, da superação, da ação prática, da necessidade de ser. E Moulin Rouge (Moulin Rouge, 2001), um queridinho antigo, para dar toques de rebeldia e paixão, e bagunçar um pouco tudo isso depois de tanta análise. E desejo a todos muita reflexão, muita autenticidade, muito amor, muita paixão, muitas viagens. Que sejamos nosso próprios heróis, e infinitos!