Pic de Medecourbe

Essa foi uma trilha que fizemos eu e o Picot, já que a Ju estava em Barcelona fazendo um curso. A escolha foi feita de maneira bem simples: eu queria chegar até a divisa de Andorra, França e Espanha (em uma delas, porque há duas fronteiras tríplices dos dois países). O lado leste nós já havíamos passado perto, então decidi ir até o lado oeste.

O caminho até o início passa por uma vila chamada La Massana, que me surpreendeu pela tranquilidade, apesar da maneira como Andorra costuma ser. A vila é bem bonitinha, bem menos apinhada que a capital, que fica poucos quilômetros abaixo. Passada essa vila, chega-se a um local chamado Arinsal, onde funciona uma estação de esqui no inverno. Ali existe um pequeno estacionamento para o Parque de Comapedrosa, um dos parques naturais de Andorra. Neste estacionamento é permitido deixar o carro por até 3 dias, para quem quiser caminhar por mais tempo. O parque recebe esse nome por causa do pico homônimo, o mais alto de Andorra, sendo 30 metros mais alto que o Medecourbe, mas ele não faz divisa com lugar nenhum, não atendendo aos meus estranhos critérios de escolha… A trilha toda possui fontes em intervalos regulares, então leve uma garrafa pequena, não fará muita falta levar litros e litros de água!

O começo do caminho já mostra o sufoco que vem pela frente. Em menos de 8km de subida, o desnível chega a mais de 1.400 metros. A trilha toda segue em uma inclinação brutal, salvo por poucos momentos, como o Pla de l´Estany, um grande campo plano onde se juntam diversos córregos que descem a montanha. O tempo total de subida até o Pico foi de 5 horas, considerando as pausas para descanso, que foram várias e fartas. Durante o percurso passa-se por diversas casas, e em algumas delas umas famílias pareciam passar um dia de descanso. Não sei se são propriedades particulares ou se são alugadas, mas não há nada que impeça de passar perto delas. Não há cercas ou placas proibindo. Passa-se também pelo refugio de Pla de l´Estany, que é construído de maneira idêntica a outro refugio de Andorra, o de Perafita. Deve ser alguma diretriz dos parques. Neste ponto alguns senhores guardavam equipamentos de cozinha e brincavam com um drone. Eles subiram de carro até ali, não se com permissão, pois é vedado para veículos que não sejam do próprio parque. Mas Andorra é um país de uma elite que não conhece limites, então é difícil dizer se eles usam da posição para subir ou simplesmente desrespeitam as regras. Para além desse refúgio, não há mais construções confiáveis, somente um barraco de metal, para que ninguém morra caso se perca por ali.

Do Pla de l´Estany o caminho serpenteia montanha acima, passando por uma pequena cachoeira. Neste ponto, um grupo de mais de 20 idosos franceses descansavam, e ao me verem perguntaram avidamente sobre um lago de trutas. Não sei se eles estavam muito perdidos ou só um pouco, mas sinceramente não sei do que falavam. Ainda mais acima dessa cachoeira, finalmente estão os Estanys Forcats. São 3 lagos de água verde acinzentada, muito limpa. os dois lagos inferiores são maiores e ficam no mesmo nível, ao lado de um deslizamento de pedra imenso. Ao subir por este deslizamento é possível ver o terceiro, que fica separado do lago do meio por um paredão imenso. Este terceiro lago é menor e mais turvo. Quando ele se torna visível, a trilha simplesmente desaparece, e, para chegar ao topo do Pic de Medecourbe é preciso completar o caminho com uma escalada.

Não chega a ser uma escalada profissional, mas é um trecho que eu não vejo possibilidade de subir sem utilizar as mãos. Guardei o meu walking stick e comecei a procurar entre as pedras os caminhos mais seguros. O Picot, por sorte, é um excelente alpinista, pulando corajosamente entre as fendas. Os trechos muito verticais para ele não são problema, pois ele rapidamente dá a volta na pedra e acha outro caminho. Somente uma vez na subida toda eu tive que pegá-lo pelo cangote e puxá-lo para cima na força. Conseguimos dessa maneira nos aproximar do Pico, que se encontra em uma imensa linha de picos interligadas, formando um paredão. O ponto específico é identificável por um bastão de metal preso entre algumas pedras. Ao chegar no topo, a vista subitamente se abre para a França, de frente para um imenso vale, onde estão o Étang de Medecourbe, mais próximo, e o Étang de Soulcem, mais a frente, imenso! Também é possível manter a vista para os Estany Forcats de Andorra e para os Estanys de Baiau, na Espanha. A vista para três países, cada um com seus lagos!

Paramos para descansar e apreciar a vista. O Picot ficou encantado com o lugar, olhando fixamente para o vale abaixo. Acho que já falamos isso, mas ele aprecia genuinamente as vistas, pulando em todas as muretas que bloqueiam sua visão e já chegando até ao ponto de pedir para atravessarmos a rua só para subir em uma mureta e ver o rio de Tolouse. De qualquer forma, ele só interrompeu o seu estado contemplativo para dividir uns pedaços de queijo comigo. Quando iniciei a descida, ele ficou um pouco para trás, aproveitando os últimos momentos. O caminho de volta foi complicado pelas dores de impacto nos joelhos. Mesmo com o walking stick, a inclinação era muito acentuada e por duas vezes eu caí por pisar em falso. Foram aproximadamente 2 horas e meia de caminhada sem parada para chegar de novo ao estacionamento.

Essa trilha não é, de maneira nenhuma, recomendada para as pessoas que não tenham um bom preparo físico e experiência em montanha. Foi um dos locais mais bonitos que eu visitei na região, mas a exigência de resistência e agilidade superam quase todas as outras trilhas já descritas.

La Seu - Arinsal

Mapa La Seu – Arinsal (carro)

Arinsal - Medecourbe

Arinsal até o estacionamento do parque. O Google não marca a trilha a pé, que certamente não corresponde a esse pontilhado.

Medecourbe wiki

Busquei no wikiloc algum mapa dessa trilha, mas não encontrei nenhum que tenha feito exatamente o mesmo trecho, esse, por exemplo, faz uma trilha circular, passando também pelo Pic Comapedrosa, mas ao ler o texto e compará-lo com a foto dá para se ter uma boa ideia da trilha feita. Fonte wikiloc 

WP_20170913_003WP_20170913_008WP_20170913_014WP_20170913_016WP_20170913_018WP_20170913_024WP_20170913_029WP_20170913_032WP_20170913_036WP_20170913_046WP_20170913_056WP_20170913_060

One thought on “Pic de Medecourbe

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s